Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

Painel H&C
Revista H&C - Edição 112

Ação conjunta para alcançar saúde e beleza

SEXTA-FEIRA, 8 DE MARÇO DE 2019

Cosmecêuticos e nutracêuticos podem agir juntos, complementando uns aos outros no cuidado com a pele e o cabelo

Saúde da pele e dos ca­belos pode encontrar auxílio em produtos que o consumidor ingere pela boca. São os chamados nutricosméticos ou nutracêuticos. Junto com eles, os itens cosméticos com eficácia comprovada de tratamento e ação profunda, os chamados cosmecêu­ticos ou dermocosméticos. O mer­cado brasileiro tem espaço para todos eles e o interesse começa na matéria-prima.

Uma nova empresa de nanotecno­logia começa a operar no interior de São Paulo no final do primeiro semestre deste ano, será um spin off da Lipid, como revelou a H&C na edição passada da revista. Gus­tavo Cadurim de Oliveira, sócio proprietário dos dois negócios, conta que a empresa tem em seus planos o lançamento de alguns produtos juntamente com o start do novo empreendimento.

“Ainda não podemos divulgar os produtos, mas posso adiantar que serão itens com alto valor tecnoló­gico, utilizando a nanotecnologia, e fabricados apenas com produtos naturais”, afirma. O empresário diz que são produtos muito se­guros que poderão ser utilizados como dermocosméticos e como suplemento alimentar. “O encap­sulamento de substâncias, através da nanotecnologia, é uma ten­dência mundial muito forte, tanto para a indústria de dermocosmé­ticos quanto para a indústria ali­mentícia”, afirma.

Oliveira vê o mercado de nutracêu­ticos com bons olhos. O executivo destaca que a indústria de alimen­tos representa quase 10% do PIB nacional e o maior empregador da indústria de transformação do país. “Grande parte da inovação da indústria da beleza vem des­te setor, através da descoberta de novos ingredientes/alimentos que podem também ser utilizados na indústria cosmética. Muitas vezes, os ingredientes usados nas fórmu­las cosméticas são extraídos dos alimentos”, diz.

A evolução constante do merca­do de alimentos tem estimulado a renovação de processos, tecno­logias e produtos, comenta Olivei­ra, com o objetivo de incrementar a performance de ingredientes às indústrias e, por consequência, ao consumidor final. “O avanço des­tas iniciativas oportuniza, cada vez mais, a oferta de produtos com shelf life ampliado, sabor, odor e aparência preservados, aliado à manutenção das características nutricionais do produto”, diz.

O empresário cita o relatório da Future Market Insights (FMI) “Food Encapsulation Market: Global Industry Analysis and Opportunity Assessment 2015 – 2020”, que prevê um crescimen­to de 9,4% ao ano do mercado global de encapsulamento no setor alimentício, representando US$ 5,4 bilhões até 2020 (FMI, 2015). “Este crescimento é su­portado pela demanda de aromas naturais e produtos clean label. Espera-se maior crescimento nos produtos voltados para alimenta­ção infantil, de idosos e atletas”.

O universo esportivo, aliás, pode ser um alvo-chave, pois é um mer­cado em que facilmente se pode somar objetivos de saúde, bem­-estar e beleza. A Química Anasta­cio possui uma divisão focada em nutrição esportiva, de onde extrai insights de cross category, suge­rindo ingredientes para a indústria cosmética, como água de coco e whey protein, além de uma gama de aminoácidos. “Acreditamos que empresas podem trabalhar em sinergia, lançando produtos nutra­cêuticos complementares aos cos­méticos”, diz Fernando Malanconi Teixeira, da área de vendas.

Esse mercado atrai a atenção de muitas empresas que atuam tam­bém na área cosmética. A DSM é uma delas. Luis Julian, gerente téc­nico regional da companhia, expli­ca que por ser um dos principais fornecedores globais de vitaminas para cosméticos, nutrição humana e nutrição animal, a DSM é uma empresa muito envolvida no mer­cado de nutracêuticos e desenvol­ve projetos com as principais em­presas que atuam neste mercado. “Quando falamos de nutrição e beleza, temos que destacar a im­portância das vitaminas C e E que são antioxidantes muito importan­tes para nosso organismo e que sempre estão presentes nos suple­mentos e bebidas de beleza”, diz.

Mais competitividade – O mer­cado atrai. A Dinaco acaba de entrar no segmento de nutracêu­ticos. Essa diversificação foi pos­sível graças à forte parceria com as atuais representadas, duas de­las com linhas de produtos nutra­cêuticos: Honeywell e Nagase. A Honeywell Fine Chemicals oferece uma ampla linha de minerais. Da Nagase, a Dinaco traz produtos já consolidados no mercado cosmé­tico com grau farma e alimentício, como o Pullulan, e o Chemtex - Leci-PS – fosfatidilserina e suporta desempenho cognitivo, redução do estresse e capacidade de exer­cício e recuperação.

Segundo pesquisa de outubro de 2018 da Mintel, 45% dos consu­midores brasileiros têm interesse em vitaminas, minerais e suple­mentos que melhorem as condi­ções de seu cabelo, unha e pele.

O que pode ser inovação quando falamos em “pílula da beleza” ou “bebidas cosméticas”? Marina Fernandes, diretora de marketing da empresa, responde. Holismo, visão integral, completude. “O consumidor já entende a impor­tância de olhar o todo, já sabe que dormir bem e se alimentar bem tem impacto no seu bem­-estar e na sua beleza. O corpo humano é um sistema aberto, que realiza trocas constantes com o meio ambiente à sua volta”, diz a executiva. Ela ressalta também que tratamentos cosméticos uni­dos a complementos nutracêuti­cos trazem uma visão mais ampla e integral do corpo humano.

“Mas a verdade é que não existe pílula da beleza’. Em nosso estan­de em recente feira internacional de negócios, convidamos os par­ticipantes a responderem ‘o que é beleza para você?’ e quase to­dos trouxeram aspectos de bem­-estar e beleza interior. Essa pos­tura mostra uma visão holística do conceito de beleza. Ficamos muito felizes de ver que, ao menos entre os visitantes daquela feira, beleza não é um padrão fixo”, diz. Por isso, fortalece Marina, é preciso cuidar não apenas por fora, mas por dentro também, complemen­tando os tratamentos cosméticos com bebidas e alimentos funcio­nais e saudáveis.

O mercado de ingredientes ativos usados em nutracêuticos, segun­do informações da Factor-Kline, representa oportunidades de ne­gócios cada vez mais interessantes devido a uma combinação de fa­tores positivos. A empresa informa que entre os principais drivers do crescimento dos nutracêuticos es­tão a conscientização entre as pes­soas sobre os benefícios de ingerir alimentos saudáveis e o aumento dos custos com a saúde, sendo que ambos incentivam os consu­midores a procurarem suplemen­tos alimentares ou alimentos que ajudem a evitar doenças crônicas.

A empresa possui estudo – dispo­nível para clientes – que aponta a relevância de ativos nutracêuticos incluindo carotenoides, enzimas, polifenóis e flavonoides, prebióti­cos, probióticos, proteínas e pep­tídeos, vitaminas e minerais (sinté­ticos), que podem ser usados para agir em diversas funcionalidades, como: melhoria da saúde óssea, saúde cardiovascular, controle do diabetes, melhoria da saúde oftal­mológica, boosters de imunidade e, entre outros, saúde da pele.

Cabelos – Alguns suplementos e nutricosméticos ajudam a fortale­cer os fios de cabelo, além de me­lhorar a ancoragem e estruturação do cabelo, atuando também con­tra a queda. Algumas novidades recentes do mercado são:

Exsynutriment, da Biotec, uma cápsula manipulada de ácido or­tosilícico estabilizado em coláge­no marinho hidrolisado. Seu uso contínuo estimula a reposição de cabelos mais resistentes e espes­sos, além de atuar promovendo um crescimento acelerado dos fios. Estudos indicam que o uso de Exsynutriment aumenta em até 37% a velocidade do crescimen­to dos fios, segundo pesquisas. Biodisponível, o ingrediente tem melhor absorção pelo organismo e é encontrado em farmácias de manipulação.

Neosil, da Medical Doctor, conta com tecnologia exclusiva e pa­tenteada para atuar contra o en­fraquecimento e a queda capilar, Neosil é um tratamento antiqueda e antiage capilar e único no mer­cado a promover ancoragem e estruturação com auxílio do cresci­mento saudável dos fios e traz um conjunto de vitaminas associado à exclusiva tecnologia Si+Biobetter. Com uso diário, o resultado é visto a partir do terceiro mês. Segun­do a dermatologista Maria Isabel Takemoto, “o silício orgânico é um oligoelemento naturalmente presente no organismo e que de­sempenha um papel fundamental na manutenção da saúde”.

Mas com o passar dos anos, há uma perda natural desse compo­nente presente em nosso corpo, decorrente do envelhecimento e da produção de radicais livres, o que tem influência no processo de envelhecimento capilar e perda dos fios. Por isso, segundo a mé­dica, a suplementação adequada é indicada. Si+Biobetter é uma evolução do silício orgânico dispo­nível atualmente, por apresentar biodisponibilidade 30% superior ao ingrediente amplamente pres­crito por médicos.

Cap Solution Cabelos e Unhas, da Pharmapele, é um suplemen­to rico em vitaminas, minerais e aminoácidos exclusivos, especial­mente selecionados para auxiliar no crescimento de fios mais fortes e unhas mais saudáveis. Segun­do a marca, ideal para pessoas com queda excessiva de cabelos, fios danificados e unhas frágeis e quebradiças. Contém vitamina A, vitamina D, zinco, biotina, cobre, selênio, betacaroteno, ferro, vita­mina C e vitamina B6.

Já Keep Cap, da Buona Vita, é um suplemento antioxidante que age na regeneração e fortalecimento dos cabelos e das unhas, evitando a queda. A formulação traz vitami­na C (ácido ascórbico), colágeno hidrolisado, que contribui com a re­sistência e elasticidade dos tecidos, e vitamina E, antioxidante que ativa a microcirculação e tem ação hidra­tante, tonificante e umectante.

 

 

Mais sobre esta Edição
Parceiros H&C
  • ABC
  • Abipla
  • Abre
  • ABT
  • Anvisa
  • FCE Cosmetique
  • FtechSM
  • iCosmetologia
  • AACD
Rua Rio da Prata, 164 - Brooklin - São Paulo - SP - Brasil - CEP: 04571-210

Ftech Soluções em Internet