Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

Painel H&C
Revista H&C - Edição 108

Além do ‘amor à primeira vista’

SEXTA-FEIRA, 8 DE JUNHO DE 2018

Não basta fazer os olhos brilharem e o desejo aumentar, a embalagem pode ter um papel ainda mais estratégico e impactante.

Para diferenciar-se na gôndo­la, um produto deve contar com uma embalagem que chame a atenção do comprador e des­perte desejo e interesse. Uma es­pécie de ‘amor à primeira vista’. Essa máxima ainda pode valer nos dias atuais e talvez seja uma dica que sempre estará na ‘cartilha’ dos fabricantes, incluindo os de produ­tos de higiene & beleza e limpeza doméstica. Mas não é só isso. A embalagem pode ir além. Pode ser mais fácil, mais eficiente, mais oti­mizada, mais sustentável, menor e mais conectada. E por aí vai.

Uma das empresas especialistas no assunto é a Aptar, que possui boas referências de ‘embalagens espe­ciais’ voltadas ao setor de beleza. Carla Amado, diretora de desen­volvimento de mercado da empre­sa, destaca as linhas Mega Airless e Eden, integrantes da família de soluções Airless para corpo e ros­to. “Inteiramente produzidas com plástico reciclável e sem compo­nentes metálicos, Mega Airless e Eden otimizam os processos de descarte e reciclagem”, diz.

A executiva acrescenta que todas as soluções dessas linhas contam com certificação de embalagem ecológica. “Embalagens Airless, vale reforçar, são especialmente voltadas a produtos orgânicos e sem conservantes, pois protegem a fórmula do ar para que não haja oxidação”, explica.

Mayara Caetano, coordenado­ra que atua na mesma área na Aptar, ressalta outra solução, a tampa Etérea. Ela explica que é desenvolvida a partir de uma tecnologia inovadora que com­bina leveza, durabilidade, design e funcionalidade. “Nossa tampa standard flip-top oval foi criada a partir de um desejo antigo dos consumidores finais, identificado por meio de estudos do nosso Ex­pert Center: a demanda por uma solução de superfície plana para uso sem vazamento em embala­gens invertidas”, diz.

Com redução de 34% no peso na comparação com outras tampas ovais – que a faz despender menor consumo de matéria-prima –, Eté­rea é voltada a diversas categorias de produtos dos segmentos de cui­dados pessoais e cosméticos. “Pro­duzida no Brasil, a solução possui terminação snap on e está dispo­nível em orifícios de 3 mm, 5 mm e 8 mm, podendo ser utilizada em frascos e frasnagas”, completa.

Apresentou na Luxe Pack – A Aptar também lançou novidades diferenciadas no salão Luxe Pack Monaco, no último trimestre de 2017. A primeira é Fragrance Master, um novo aplicador de perfumes em formato de caneta. Criada a partir da tecnologia Skin Master, desenvolvida pela Aptar, a solução fornece doses precisas para distribuição instantânea, com aplicação discreta, rápida, controlada e altamente sensorial, segundo a empresa. “É ideal para viagens, já que o formato, além de inovador, é extremamente prá­tico”, sugere Mayara.

Outra solução lançada pela Aptar nesse evento foi Star Drop, um método de aplicação alternativo a conta-gotas tradicionais que fa­vorece a utilização sob medida e intuitiva de bases líquidas, séruns e produtos de formulação base óleo, com alto controle de dosagem. O formato compacto é perfeito para retoques a qualquer momento, ressalta a fornecedora.

Estilo on the go – Um pouco antes da Luxe Pack, a Aptar ha­via lançado no Brasil outras duas soluções. Cosm’in personifica um conceito arrojado de embalagem portátil para diversos canais de distribuição. Conveniente, versátil e flexível, o tamanho compacto e a portabilidade são os grandes di­ferenciais segundo a fornecedora. Voltado a empresas que deman­dam um conceito de embalagem que proporcione conveniência aos usuários finais – pessoas que necessitam reaplicar o produto diversas vezes ao longo do dia –, Cosm’in agrega facilidade ao transporte e armazenamento do produto, assim como na reutiliza­ção, possibilitada pela tampa flip top, da Aptar.

“Essa é uma embalagem perfeita para o estilo de vida on the go do século 21, que demanda praticida­de, individualização, comodidade e personalização”, afirma a Maya­ra. De manuseio simples, o sachê é voltado a diversas categorias de cosméticos e cuidados pessoais. “É adaptado às necessidades de conveniência dos mais exigentes consumidores finais”, completa. A Aptar destaca que Cosm’in garan­te segurança, limpeza e higiene, além de proporcionar uma grande área de comunicação com o públi­co na própria embalagem.

Essa embalagem pode funcionar para cremes faciais, loções para o corpo, maquiagens, xampus e con­dicionadores, além de protetores solares, kits de tratamento e pro­dutos finais de consistência viscosa e pequenas volumetrias. Esses são alguns dos campos de aplicação de Cosm’in, cujas dimensões ainda possibilitam ações promocionais relacionadas a pontos de vendas, amostragens e merchandising.

A embalagem flexível foi desen­volvida no Expert Center da Aptar a partir de tecnologia de ponta e conquistou o ouro no módulo Tecnologia da categoria Embala­gens de Produtos em Geral, na edição 2017 do Prêmio ABRE da Embalagem Brasileira.

Fenômeno – O mercado de de­tergentes lava-louças também foi alvo de atenção da Aptar. Para atender a esse segmento com mais praticidade, a empresa lançou re­centemente, com exclusividade, a válvula dispensadora de líquidos GS. “Um verdadeiro fenômeno nos Estados Unidos”, afirma Mayara.

Utilizada por diversas empresas norte-americanas que lançaram produtos em líquidos ou gel vol­tados aos cuidados com a louça, a válvula dispenser GS promete proporcionar aos consumidores finais comodidade, conveniência e controle. “São os nossos ‘três Cs’, princípios aplicados no desenvolvi­mento das soluções Aptar”, diz.

Onda premium – Trabalhar com itens mais premium para quem realmente deseja apresentar ver­sões mais diferenciadas é a força­-motriz da Dragon. Seu diretor Jorge Unterleider exemplifica com o aplicador Flairosol, que ofere­ce uma qualidade de pulverização superior. “É uma tecnologia de dis­pensação baseada em gatilho da última geração que não usa gases propelentes convencionais e con­têineres pressurizados”, afirma o executivo. “O Flairosol mantém a formulação completamente isolada do contato com o ar no momento da pulverização”, acrescenta.

Oferecendo uma notável quali­dade de pulverização, segundo Unterleider, Flairosol foi projetado com tecnologias multipatenteadas. “Sua névoa muito fina combinada com a funcionalidade de pulveriza­ção contínua cobre grandes áreas rapidamente, uniformemente e em todas as direções, da primeira à última gota”, afirma o diretor.

Ele ressalta ainda que ergonomia superior e dispensação de 360° fazem da Flairosol um aplicador “único”. “Sua estética e funciona­lidade refinadas aumentam o valor da marca no ponto de compra, onde a maioria das decisões do consumidor é tomada.”

Um recurso de destaque nesta opção, conta Unterleider, é o bai­xo nível de ruído no momento da dispersão – um requisito necessá­rio em algumas instâncias e um re­curso preferencial para uma ampla variedade de aplicativos.

Outra dica de Unterleider, dessa vez para o setor de household, são os pulverizadores de gatilhos OpUs, da Afa. Segundo o executivo da Dragon, são os sistemas de pulve­rização mais avançados, eficazes e eficientes no mercado atual. “Com tecnologia patenteada de pré-com­pressão é a base para nossa linha premium de pulverizadores.”

Ao contrário dos pulverizadores de gatilho convencionais, o siste­ma de válvulas de pré-compressão OpUs dispensa eficientemente a saída em alta velocidade, “criando padrões de espuma e spray pode­rosamente consistentes”.

 “Do início ao fim da ativação do gatilho, nossos pulverizadores não têm virtualmente nenhuma ‘queda’ líquida ou ‘gotas desuni­formes’. Isso faz com que os pul­verizadores de gatilho de alto de­sempenho e eficiência sejam muito valorizados pelos consumidores e pelas empresas que buscam au­mentar seu valor de marca”, afir­ma o executivo da Dragon.

Conectividade – Marcas que bus­cam soluções especiais em em­balagens devem ficar atentas às demandas e portas que se abrem. Daniel Almeida, diretor comercial da Adhespack, explica. A empresa é brasileira e atua em três frentes. A Adhespack Creative Sampling, com foco em amostragens planas de fragrâncias e maquiagens para revistas e catálogos; a SkinLab, com a terceirização de cosméti­cos e amostragens convencionais como sachês, flaconetes e bisna­gas; e Adhespack Divisão Gráfica, com destaque nas embalagens, berços, rótulos e displays.

Uma novidade recente desse forne­cedor é o Adhespack Self Sampling Connect, em linha com a tendên­cia mundial da Internet das Coisas (IoT) permite conexão via Wi-Fi, transmitindo dados sobre o an­damento da campanha de amos­tragem do produto divulgado. “Agregando-se a isso a utilização do Digital Sampling (lançado há pouco mais de um ano), torna-se possível a interface em ambiente digital a partir de uma amostra físi­ca do produto através de um apli­cativo de smartphone ou tablet.

“A conectividade entre os pontos de vendas, os produtos, as amos­tras e o e-commerce será o futuro. Tudo deverá estar ligado ao smart-phone, como o Self Sampling e o Digital Sampling”, diz Almeida.

Digital Sampling é uma tecnolo­gia desenvolvida pela Adhespack que permite a interatividade em ambiente digital, a partir de uma amostra do produto. Além da ex­perimentação do produto, propicia o acesso a informações, vídeos tu­toriais, localização de lojas físicas e e-commerce, através de um celular ou tablet. Além do mais, com essa solução é possível coletar dados estatísticos para análise e avaliação dos resultados alcançados.

A empresa ainda destaca o Scent Duo, uma forma alternativa ao uso de flaconetes para promo­ção de fragrâncias. O produto apresenta-se como uma excelen­te ferramenta de amostragem de fragrâncias finas que alia alto im­pacto olfativo e visual.

Já para household, a dica é Adhes­pack Scent Tag é uma alternativa para a divulgação da fragrância evitando o desperdício de produ­to pela violação e uso de testes, além da possibilidade de utilização como brindes. Outra alternativa neste sentido é o Adhespack Ticket Scent, que se trata de um dispen­sador de amostras olfativas com bobinas recarregáveis e que pode ser instalado em gôndolas de su­permercados, farmácias e displays de exposição de produtos para permitir a retirada de uma amos­tragem olfativa para experimenta­ção, divulgação do produto e que poderá ser levada pelo consumidor tendo uma longa durabilidade.

Quanto a ser inovador, Almeida define: “É a possibilidade de sentir a fragrância do produto aplicada na própria embalagem, sem a ne­cessidade de abrir o produto”. De acordo com o executivo, o uso de embalagens flexíveis e miniaturas para doses únicas também têm se mostrado uma tendência mundial.

Menos é mais – Essa questão de embalagens menores também é ponto de atenção de Danuta Stramaro, diretora comercial da Artpack. “Quanto mais reduzir­mos, reciclarmos e recuperamos nossas embalagens, maiores serão as economias de custos em mate­riais, energia e descarte”, diz.

A executiva ressalta que antes as embalagens (sachês) variavam bas­tante, entre 30 g e 50 g. “Hoje um grande nicho se abriu, os sachês de 5 g a 10 g estão começando a tomar o mercado”. Danuta escla­rece. “Nosso diferencial é menos produto, menos custo, valor aces­sível.” Além disso, pode estimular a experimentação do consumidor.

Inovar é possível – Outra for­ma de visualizar oportunidades no tema embalagens especiais é lembrar de que nem sempre uma inovação precisa ser algo revolu­cionário ou complexo. A inovação pode ser simples, como mostra Meire Tescer, diretora comercial da Pochet do Brasil, que atua no mercado de beleza com foco em perfumaria, maquiagem e cuida­do com a pele.

“Inovar não é apenas trazer um shape de embalagem muito di­ferente ou uma tecnologia dife­rente, conseguimos inovar aqui no Brasil com artes e decorações diferentes, trabalhar com as ten­dências de cores que hoje é o glossy, brilho, usar acabamentos com metalização”, afirma Mei­re. “Muitas vezes ficamos presos acreditando que inovação é algo intangível para empresas que têm menor orçamento, quando que na verdade uma boa dose de cria­tividade pode trazer inovação em embalagem e produtos com resul­tados incríveis”, completa.

A empresa destaca dois lançamen­tos que fez recentemente. Lip Up, um mecanismo para batons com tecnologia avançada, sem uso de silicone nem polioximetileno (POM). “Fruto de um processo glo­bal que mobilizou os profissionais de P&D da França, dos Estados Unidos e do Brasil, o mecanismo Lip Up foi desenvolvido inicialmen­te pelas equipes francesas, respon­sáveis pela criação do molde de 24 cavidades, com produção iniciada no Brasil em 2018.”

O grupo desenvolveu também uma nova linha standard que reúne seis referências de embalagens para máscara, batom, gloss, estojo pe­queno para mono sombra ou blush e estojo grande para pó compacto ou base. “O design dos produtos é sóbrio, ao mesmo tempo simples e sofisticado, facilitando a persona­lização da embalagem em função da demanda de nossos clientes e prospects”, diz Meire.

A diretora também arrisca sua apos­ta de tendência no Brasil. “Estamos na onda de acabamentos e cores foscas. O famoso matt, principal­mente para embalagens e maquia­gem. A tendência é o brilho. Glossy. Embalagens com cores brilhantes, produtos com acabamentos bri­lhantes. Muito pink”, finaliza.

Mais sobre esta Edição
Parceiros H&C
  • ABC
  • Abipla
  • Abre
  • ABT
  • Anvisa
  • FCE Cosmetique
  • FtechSM
  • iCosmetologia
  • AACD
Rua Rio da Prata, 164 - Brooklin - São Paulo - SP - Brasil - CEP: 04571-210

Ftech Soluções em Internet