Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

Painel H&C
Revista H&C - Edição 108

Público masculino mantém alta em higiene & beleza

TERÇA-FEIRA, 5 DE JUNHO DE 2018

O mercado masculino no setor de higiene & beleza continua a surpreender e a inspirar. Há tempos que você lê e acompanha as boas notícias desse segmento, não é mesmo? Jornais, revistas, sites, blogs. Palestras, cur­sos, workshops, feiras, pesquisas. Todo mundo fala, há muito tempo, das oportunidades que os homens oferecem no ramo da beleza. Tudo isso, a princípio, porque os hábitos têm se transformado. Mas ainda há barreiras a serem superadas. Boa notícia, mais uma vez.

 

O que vem pela frente – Algo que o setor pode encarar como ponto a ser superado é apostar em ca­tegorias ainda menos usuais para homens, pelo menos em algumas regiões. A Focus Química, dentro de seu amplo portfólio, destaca conceitos que prometem quebrar tabus. Uma de suas novidades é o BB cream masculino, na qual a em­presa ressalta a linha de pigmen­tos microencapsulados Cameleon Caps, da representada Israelense Tagra Biotechnologies.

Segundo Ariane Ladeira, de marke­ting técnico da Focus, a grande vantagem e diferencial de usar essa tecnologia no BB cream masculino é que as cápsulas se rompem apenas no momento da aplicação do produto na pele, li­berando e revelando a cor. “Dessa forma, os homens não têm a sen­sação de utilizar uma maquiagem, mas sim um creme multifuncional que homogeneíza o tom de pele e disfarça imperfeições”, diz.

Caroline Marques, sua colega de área na empresa, ilustra outra oportunidade com um item tam­bém da Tagra, um ácido salicílico solúvel em água na forma de pó. De acordo com a especialista, essa matéria-prima chega para vencer os desafios da manipulação do ácido salicílico, “já que leva ao aumento significante da sua solu­bilidade em água, evitando a cris­talização, sem a necessidade do investimento de alta energia”.

Além disso, Caroline explica, não requer solventes orgânicos para ser solubilizado, possibilitando a for­mulação de produtos “com menor perfil irritante”. “O ácido salicílico é um ingrediente multifuncional essencial para peles propensas a acne, devido à sua natureza quera­tolítica e esfoliante. Possui a habi­lidade de acalmar a pele agredida, reduzir a vermelhidão e atuar como um anti-inflamatório”, acrescenta.

Devido a essas características, o item se torna propício para produ­tos voltados à pele masculina, que possui um caráter mais oleoso e acneico, alerta Caroline. “Entre o variado range de produtos em que essa solução pode ser aplicada, destacamos a nossa formulação de sabonete 3 em 1, que propor­ciona a limpeza e tratamento dos cabelos, barba e face com rapidez e multifuncionalidade”, conclui.

Origem vegetal – Assim como no mercado em geral, o segmento de masculinos também demanda uma ‘pegada verde’. E há quem acredite que esse caminho possa ser promissor para esse público. O fabricante que desejar inves­tir dessa forma encontra suporte para suas iniciativas e projetos no fornecimento de matérias-primas.

Uma das empresas que entregam soluções nesse sentido é a Basf. “Oferecemos emolientes de ori­gem vegetal com toque seco, filtros UV de fase aquosa que contribuem para proteção UV e possuem sensorial leve, além de ativos para tratar problemas co­muns da pele masculina, como oleosidade e sensibilidade pós­-barbear”, afirma Flávia Zanella, especialista em ativos da área de marketing da empresa.

O destaque da fornecedora, se­gundo Flávia, é um ativo de origem natural que atua na proteína ver­sican, “um alvo específico para a pele masculina, fundamental para as propriedades viscoelásticas da pele”. “O tratamento com esse ingrediente é capaz de revitalizar a pele, melhorar a tonicidade e re­duzir visivelmente rugas e sinais de fadiga ao redor dos olhos”, explica.

Resultado prático – O mercado de matérias-primas está bem mu­nido de informações e com isso pode até mesmo apontar direcio­namentos a fabricantes que dese­jam emplacar novidades para o pú­blico masculino. Exemplo vem da Dow, que recentemente destacou duas soluções com essa finalidade em evento do setor cosmético.

A primeira é uma sugestão de um All in One Foam Cleanser para a pele e o cabelo. Segundo Gislene Attilio Meyer, gerente de marke­ting, o item contém uma combina­ção de tecnologias que garantem hidratação, espuma reforçada e fragrância de longa duração. A ou­tra é um item ‘Stay Fresh After Sha­ve’, para o cuidado com a pele no pós-barba. Composta por silicones que conferem frescor e hidratação sem deixar a pele gordurosa. “Sua composição ainda contém cafeína para regenerar as células e camo­mila, que garante a sensação de suavidade”, conta a executiva.

Sensorial leve – Outros claims exigidos pelo consumidor mascu­lino, de acordo com especialistas do setor, são sensorial leve e mul­tibenefícios. A Brenntag diz que tem soluções para essas ques­tões. Um destaque da empresa é o Cytofruit Waters, uma linha de águas cítricas baseada em uma tecnologia inovadora, segundo a empresa, que apresenta “o poder calmante e anti-inflamatório”. “O que é ideal para uma loção pós barba”, ressalta Christiane Neves, gerente de negócios. Ela destaca também que, quando o assunto é textura, a empresa aposta na linha Vegelight, “que confere to­que seco, hidratação e uma exce­lente espalhabilidade”.

Essa linha é uma tecnologia ino­vadora no mercado brasileiro, de acordo com a executiva. “De ori­gem 100% vegetal, Vegelight é uma alternativa aos silicones D4 e D5 nas formulações cosméticas, apresenta como benefício o toque seco sem deixar a pele ressecada – apelo fundamental no Brasil, que é um país tropical –, espalhabilidade, sensorial leve e doador de brilho para aplicações capilares”, afirma.

Para desbravar – Algumas cate­gorias ainda podem ser pouco ex­ploradas para o público masculino ou trazem mais entraves para o de­senvolvimento de produtos. Mas isso não é uma informação nega­tiva. Por outro lado, sinaliza que de fato há terreno a ser desbravado. Na opinião de Karina Teixeira, ge­rente de marketing da Lubrizol, as categorias que mais apresentam desafios são hidratação corporal e maquiagens, como corretivos ou bases faciais. “Pelo preconceito que ainda existe do próprio públi­co em utilizar essas categorias e pela sociedade em julgar o consu­midor que as usa”, diz.

As especialistas da Focus, Ariane e Caroline, citam a categoria de coloração capilar como a que mais apresenta desafios para o desen­volvimento de produtos mascu­linos. Elas destacam que grande parte dos homens ainda pode ser resistente a esse tipo de processo, que pode ocasionar diferenças no­táveis e repentinas no visual. Algo desagradável para quem não dese­ja transparecer tanto as suas preo­cupações com a aparência.

Flávia, da Basf, elege o cuidado com a pele como o mais desafia­dor no mercado masculino. “Nessa categoria ainda é necessário edu­car o consumidor sobre a impor­tância de cuidados contínuos, prin­cipalmente a respeito de proteção solar, cujos produtos ainda não estão completamente inseridos na rotina dos homes e são fundamen­tais para preservar a saúde da pele. A categoria tem muito potencial a ser explorado”, afirma.

Na opinião de Mônica Antunes Batistela, coordenadora de marke­-ting da quantiQ, o produto de skincare para o homem tem que ser multifuncional, unir praticidade e eficiência para uma pele sensí­vel, exposta a fricção do barbear, mista (oleosa e seca) e sem ‘efei­to tack’ (sensação de pegajoso). “É um grande desafio unir todos esses pontos para ter um produto final atrativo ao consumidor”, diz. A empresa, entre todas as soluções que oferece ao fabricante interes­sado nesse público, apresenta um ativo multifuncional que atua no controle da oleosidade e na redu­ção de poros. “É efetivo contra o Propionibacterium acnes e tem ação antienvelhecimento, pode ser usado em balm para barba, deso­dorantes corporais, xampus anti­-caspa e creme anti-idade”, diz.

Veganos – A onda de veganos também chegou ao setor cosméti­co e pode interessar aos homens engajados nesse estilo de vida. A Almanati, fabricante que oferece produtos 100% naturais e vega­nos, com alta concentração de in­gredientes orgânicos, possui itens em seu portfólio com essa finali­dade. “Temos uma linha específica para o homem, pensada nas suas necessidades particulares e tam­bém preferências em geral, de tex­tura e aroma”, diz. Zezé Ferri Viesi, idealizadora e diretora.

Essa coleção é composta por xam­pu, gel após barba, creme hidra­tante facial e tônico capilar que auxilia na queda, oleosidade, cas­pa, nutrição e fortalecimento do cabelo. Esse último é o grande destaque da linha, segundo Zezé. “Bastante inovador por ser um produto com eficácia comprovada e ao mesmo tempo 100% natural. O item é rico em aloe vera, jabo­randi, hamamélis e óleo essencial de alecrim, que promovem a nutri­ção do couro cabeludo, reduzindo a caspa, a oleosidade dos fios, a coceira e queda capilar, contribuin­do para o crescimento dos cabelos mais fortes e com brilho”, diz.

A fragrância também é diferencia­da neste caso. “Recebemos muitos feedbacks positivos em relação a fragrância da linha, que é 100% natural e muito suave, diferente do padrão do mercado masculino que muitas vezes traz fragrâncias fortes e nada neutras”, conta a empreen­dedora. As embalagens também têm seu toque especial. Possuem a certificação I’m Green por serem produzidas a partir do polietileno verde, matéria-prima de fonte re­novável (etanol da cana-de-açúcar).

Renovação contínua – A Bio Ex­tratus tem a sua linha masculina há quase uma década e mostra que é preciso renovar sempre. Com­plementando sua coleção, tradi­cional, com produtos que aliam o combate à caspa e à queda de cabelos, foi lançada recentemen­te uma linha dedicada a cabelo e barba, “indo ao encontro das tendências e necessidades atuais, garantindo excelentes resultados de forma prática e completa”, se­gundo Eduardo Avendanho, con­sultor comercial da marca.

“O mercado masculino está em franca expansão. A quebra de paradigma em relação à vaida­de masculina está cada vez mais abrindo espaço para que o homem se torne vaidoso”, afirma o exe­cutivo. “Mais do que um nicho, é uma abertura de um mercado pro­missor”, completa.

Avendanho ressalta que a Bio Ex­tratus trabalha de forma inovado­ra em todos os seus lançamentos e foi uma das precursoras no uso da cevada como um dos ativos da linha Homem. “Ativo esse que re­centemente também vem sendo utilizado por diversos fabricantes de cosméticos”, afirma.

Apostas diversificadas – Há ca­tegorias tradicionais e outras mais ‘ousadas’ para homens, e fabri­cantes que apostam em todas elas. A Buona Vita lançou a linha facial de proteção da pele, ‘de re­juvenescimento’, controle da ole­osidade e tratamento dos olhos, todos muito procurados pelo mer­cado masculino para os cuidados faciais, de acordo com a diretora técnica da empresa, Gisele Ca­ramori. Mas o destaque mesmo da linha Capitão Jack, segundo a executiva, é o produto para abdô­men, para a redução de gordura abdominal masculina. “Proporcio­na um abdômen tanquinho.”

O cosmético para abdômen, ve­gano, possui um ativo de origem marinha, extraído de uma microal­ga. Gisele explica que esse ingre­diente induz a expressão do gene UCP-1, promovendo a termogê­nese e facilitando o processo de queima de gordura acumulada, reduzindo medidas.

Já a Classy Brands aposta no ramo de perfumes. Igor Malatesta, dire­tor comercial da empresa, destaca a linha Piment, recentemente re­lançada, com algumas mudanças na embalagem e cinco novas va­riantes. “Piment agora tem um ar mais sofisticado e fragrâncias de­senvolvidas exclusivamente para a marca, traz as notas mais procura­das por consumidores modernos e antenados, são perfumes para todas as situações do dia a dia”, diz. A marca representa 20% do faturamento das marcas nacionais da Classy Brands e para 2018 há expectativa de que essa participa­ção aumente para 35%.

“Vamos trabalhar no aumento da distribuição dessa linha, nas praças que temos uma atuação modes­ta, as regiões são: Sul, Sudeste e Centro Oeste. Além disso, temos lançamentos previstos como au­mento de mix e relançamento na linha For Man, colônias com pre­ços extremamente competitivos para um público que busca custo benefício”, afirma Malatesta.

O cosmético para abdômen, ve­gano, possui um ativo de origem marinha, extraído de uma microal­ga. Gisele explica que esse ingre­diente induz a expressão do gene UCP-1, promovendo a termogê­nese e facilitando o processo de queima de gordura acumulada, reduzindo medidas.

Já a Classy Brands aposta no ramo de perfumes. Igor Malatesta, dire­tor comercial da empresa, destaca a linha Piment, recentemente re­lançada, com algumas mudanças na embalagem e cinco novas va­riantes. “Piment agora tem um ar mais sofisticado e fragrâncias de­senvolvidas exclusivamente para a marca, traz as notas mais procura­das por consumidores modernos e antenados, são perfumes para todas as situações do dia a dia”, diz. A marca representa 20% do faturamento das marcas nacionais da Classy Brands e para 2018 há expectativa de que essa participa­ção aumente para 35%.

“Vamos trabalhar no aumento da distribuição dessa linha, nas praças que temos uma atuação modes­ta, as regiões são: Sul, Sudeste e Centro Oeste. Além disso, temos lançamentos previstos como au­mento de mix e relançamento na linha For Man, colônias com pre­ços extremamente competitivos para um público que busca custo benefício”, afirma Malatesta.

 

Mais sobre esta Edição
Parceiros H&C
  • ABC
  • Abipla
  • Abre
  • ABT
  • Anvisa
  • FCE Cosmetique
  • FtechSM
  • iCosmetologia
  • AACD
Rua Rio da Prata, 164 - Brooklin - São Paulo - SP - Brasil - CEP: 04571-210

Ftech Soluções em Internet