Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

Painel H&C
Revista H&C - Edição 107

Novidades em sun care

SEGUNDA-FEIRA, 2 DE ABRIL DE 2018

Olhando para o histórico de como os claims em sun care têm evoluído, chegamos em um ponto onde os consumidores buscam, além de benefício funcional, social e emo­cional, algo mais experimental, que desperte a sensorialidade do uso do produto”, diz Endrigo Ramos, gerente de marketing da DSM.

Ao encontro desse raciocínio, sur­gem os dispositivos que analisam e medem o que está acontecendo com a pele das pessoas. Se os po­ros estão diminuindo, se a pele está hidratada, etc. Como o aplicativo para celular Neutrogena Skin360 e o my PatchUV, da La-Roche Posay, da L’Oréal, um adesivo para moni­torar a exposição UV.

Agora no começo de 2018, a L’Oréal lançou o primeiro sensor UV eletrônico portátil sem bateria, em feira de tecnologia em Las Ve­gas, nos Estados Unidos. UV Sense mede a exposição UV individual, pode armazenar até três meses de dados e mostrar tendências de exposição ao longo do tempo com atualizações instantâneas.

O novo wearable tem menos de dois milímetros de espessura, nove milímetros de diâmetro e é proje­tado para ser usado na unha do polegar. Ao colocar esta tecnolo­gia no polegar – que recebe luz solar ideal –, os consumidores po­dem aumentar o tempo de uso. Enquanto o My UV Patch poderia durar até uma semana, o UV Sense pode durar semanas.

O UV Sense possui um aplicativo para celular que fornece informa­ções detalhando quando o usuá­rio deve estar atento à exposição UV. Os dados são incluídos em um perfil dentro do app, que descre­ve os níveis de exposição de um usuário. Os hábitos de segurança do sol – como gastar tempo na sombra ou reaplicar protetor solar – são encorajados com fatos sobre a exposição ao sol e dicas adicio­nais para proteção.

“A tecnologia do UV Sense é inovadora e tem muito potencial para impactar o futuro da tecno­logia e de wearables”, diz Guive Balooch, vice-presidente global da incubadora de tecnologia de pesquisa e inovação da L’Oréal. “Com pesquisa e ideias vindas de consumidores a partir do My UV Patch, criamos algo que combina tecnologia de resolução de pro­blemas com design centrado no ser humano, oferecendo dados em tempo real em um produto discreto que se adapta a qualquer estilo de vida”, completa.

O UV Sense estará disponível em uma base limitada nos Estados Unidos para a temporada de ve­rão de 2018, com um lançamen­to global em 2019. Em 2018, La Roche-Posay também disponibi­lizará uma nova edição limitada do My UV Patch. Ambos são de­senhados pela pesquisa realizada pela L’Oréal em conjunto com a MC10, Inc., uma empresa de tec­nologia e o professor John Rogers na Northwestern University.

Ativos – Se a tecnologia traz no­vos recursos para que possamos cada vez mais aumentar a nossa atenção quanto à proteção solar por meio de novidades como essas citadas, as fabricantes de produtos também contam com ingredientes de ponta. A DSM é uma das forne­cedoras que caminham nesse sen­tido. Luis Julian, gerente técnico da empresa, afirma que os próprios filtros UV são os principais agentes desse segmento, mas a proteção ideal vai além do uso apenas deles.

“É muito importante termos tam­bém agentes antioxidantes nas formulações, como vitaminas C e E, e ativos como o Pepha-Age, que ajuda a pele a combater os danos solares, inclusive os danos causados pela luz azul, indepen­dentemente se é de origem solar ou proveniente das telas de equi­pamentos eletrônicos”, diz.

Julian considera o Pepha-Age, lan­çado recentemente pela empresa, como ingrediente inovador para esse mercado. Trata-se de um ex­trato de algas que permite que a pele combata os danos contra a ra­diação azul. “Esse tipo de proteção vinha sendo negligenciada, mas novos estudos indicam que tem impacto no foto-envelhecimento. A luz azul, além der estar presen­te no espectro solar, está também muito presente em equipamentos com telas, como TV, celular e ta­blete”, explica.

A DSM, além de trabalhar em con­junto com os seus clientes no de­senvolvimento de produtos – com apoio de seu Centro de Inovações em Campinas (SP) ou de seus labo­ratórios na Suíça – oferece a fer­ramenta on-line de acesso gratui­to chamada Sunscreen Optimizer, pela qual os formuladores podem simular diferentes combinações de filtros UV e checar os níveis de proteção UVA e FPS que a combi­nação poder resultar. Leia mais no nosso site: bit.ly/dsm-optimizer.

Sensorial – Outra empresa que possui grande portfólio para o mercado de sun care é a Lubrizol. Com ésteres emolientes e disper­santes de pigmentos, que auxiliam no sensorial das fórmulas. Políme­ros emulsionantes e modificadores reológicos que ajudam a estabilizar esses sistemas desafiadores e in­gredientes ativos que contribuem para benefícios extras a proteção solar. Uma dica para os fabricantes é pensar em fórmulas que econo­mizem ingredientes.

Segundo Karina Teixeira, gerente de marketing, é possível formular com o conceito minimalista, uti­lizando menos ingredientes para emulsionar e estabilizar esse siste­ma. “Como o ingrediente Avalure Flex-6 (modificador reológico que oferece desempenho multifuncio­nal), que além de contribuir na estabilidade e emulsionamento da formulação, contribuirá no senso­rial e trará benefícios atrelados à formação de filme, como resistên­cia à água e ao suor e repelência à areia. Ao mesmo tempo, adicio­nar ativos agregando benefícios extras à formulação, sem afetar o seu sensorial”, explica. Esse pro­duto possui compatibilidade com óxidos metálicos, permitindo for­mulações de proteção solar com óxido de zinco e pigmentos, como BB e CC Creams.

Custo-benefício – A Univar tam­bém está atenta à questão do cus­to e benefícios para os produtos de proteção solar. A especialista de marketing Maria Eliza Samy, da empresa, explica que entender e explorar o potencial da matéria-pri­ma escolhida é um ótimo exemplo de como trabalhar o marketing de diferenciação e se destacar diante da vasta oferta de produtos dispo­níveis no mercado.

“A Univar possui uma equipe téc­nica especializada para auxiliar o cliente a trabalhar a multifuncio­nalidade de suas matérias-primas, indo ao encontro da proposta mi­nimalista de usar cada vez menos ingredientes e extrair ao máximo o valor que cada uma pode ofe­recer”, afirma Maria Eliza. “Os resultados são produtos mais competitivos e com melhor custo x benefício.”

A distribuidora, segundo a espe­cialista, possui em seu portfólio diversas soluções inovadoras. Em especial, a linha de filtros UV Tino­sorb e Uvinul, da Basf, que, além de oferecer proteção contra raios UVA e UVB, podem ser explorados quanto às suas multifuncionalida­des. “Como exemplo, o Tinosorb A2B e Tinosorb M, filtros particula­dos, indicados para alcançar altos FPS e equilíbrio de 1/3 de UVA da formulação, e também há testes que mostram eficiente proteção contra os danos da luz visível e in­fravermelho”, diz.

Visual clean – A Dow também des­taca soluções para o mercado de sun care. Uma delas é o Sunphe­res, ingrediente que aumenta o fa­tor de proteção solar com a dimi­nuição da quantidade de filtros na formulação. “Um polímero em pó ou líquido que incrementa a prote­ção UVB/UVA de filtros orgânicos e inorgânicos em 50% a 70%”, afir­ma Gislene Attilio Meyer, gerente de marketing. “Além disso, ele melhora o sensorial e possui efei­to ‘soft focus’ (disfarce de rugas e linhas de expressão)”, acrescenta.

Outro destaque do portfólio da empresa é o Ethocel STD 100 Pre­mium, tecnologia que mantém todas as propriedades de produ­tos à base de óleos, como brilho e hidratação. “Resultando em texturas óleo-gel fluidas a visco­sas, de sensorial leve e agradável e de fácil aplicação”, diz a exe­cutiva. “Além disso, dá viscosida­de e transparência aos produtos, deixando-os com uma aparência visual clean”, completa.

Estabilização – A Evonik também oferece soluções ao segmento de sun care. Sua linha de personal care possui ingredientes que me­lhoram o sensorial e a estabiliza­ção de protetores solares. “Um exemplo é o Tego Care PBS 6, um versátil emulsionante O/A peg-free e 100% natural, que oferece ex­celente estabilização de sistemas desafiadores, incluindo loções com alta carga de filtros solares muito fluídas e em spray”, explica Aman­da Caridad, gestora responsável pelo produto. Além disso, esse emulsionante potencializa a hidra­tação da pele e texturas inovado­ras, ressalta a executiva.

O mais recente lançamento da Evonik, entretanto, é Tego Feel C 10, uma alternativa 100% natural ao uso de microplásticos, segundo Amanda. “Oferece alta performan­ce no controle da produção de sebo e oleosidade, garantindo o desejado efeito mate em formulações para os cuidados corporais, faciais, maquia­gens e protetores solares”, diz. Ela destaca ainda que esse ingrediente pode ser aplicado em emulsões O/A e A/O, incluindo sistemas não-aquo­sos e de baixa viscosidade.

Peles sensíveis – Ao desenvolver produtos infantis ou para pesso­as com peles sensíveis, as fabri­cantes devem focar ainda mais em ingredientes mais adequados para esse tipo de público. A solu­ção começa na empresa de maté­ria-prima. Quem ilustra o caso é a Química Anastacio. Dentre um portfólio completo de filtros or­gânicos e inorgânicos, a empre­sa destaca o Ethylhexyl Triazone (EHT), da Chemspec. “Ele é um moderno filtro UVB e FPS booster, devido à sua efetividade em bai­xas dosagens, é indicado em for­mulações para peles sensíveis e produtos infantis”, diz Fernando Malanconi, supervisor de vendas.

Já na categoria de filtros inorgâ­nicos, o destaque é o Dióxido de Titânio micronizado MT-100TV, da Japonesa Tayca. “Esse ingrediente pode ser aplicado em protetor so­lar de uso diário, em maquiagens e produtos multifuncionais, como BB creams”, explica o executivo.

Segundo Malanconi, a inovação em sun care está muito focada nos formuladores, que “seguem o caminho de aperfeiçoamento dos produtos que já existem, promo­vendo a sinergia entre as molé­culas e reduzindo a carga total de filtros”. O executivo ressalta que o mercado busca produtos com fácil aplicabilidade e com um sensorial agradável, maior tempo de fixação no corpo e melhor eficácia no que­sito proteção UV. “Esse é o grande desafio que enfrentamos.”

A inovação, portanto, começa com a matéria-prima. Quem chancela a afirmação é Leonardo Cerqueira Lima, especialista de marketing da Merck. “A Merck investe muito em pesquisa nessa área. Por exemplo, desenvolveu uma linha de filtros solares encapsulados em microes­feras”, diz. Dessa forma, segun­do Lima, o formulador consegue utilizar no mesmo produto filtros solares que seriam incompatíveis a priori. Outro benefício por conta do encapsulamento, acrescenta o exe­cutivo, se deve à menor penetração das partículas na pele, favorecendo consumidores com pele sensível.

“Mas não basta o fornecedor simplesmente lançar novos ingre­dientes; é preciso estudar como eles interagem com as moléculas existentes e qual é a melhor forma de se trabalhar com eles a fim de atingir a mais alta performance no produto final”, diz Lima. “Por isso a Merck também promove o co­nhecimento técnico, por meio de workshops, treinamentos e partici­pação nos principais congressos e feiras do setor. Só assim você con­segue realmente influenciar o mer­cado a criar inovações, e quem ga­nha é o consumidor final”, afirma.

Fabricantes – Proteção às pessoas. É assim que Sérgio Oliveira, diretor de P&D da Johnson & Johnson de­fine a atuação da empresa em sun care. Para isso, suas linhas contam com diversidade, para atender a todas as necessidades e tipos de pele. “Os benefícios vão além da proteção solar, agregando elemen­tos extras para quem busca efeito mate, ação antioxidante, controle de brilho e alta resistência à água e ao suor”, diz.

Para o verão 2018, a empresa trouxe novidades em todas as suas marcas. Entre elas destacam-se: Sundown Praia & Piscina FPS 70, desenvolvido para proteger o ros­to e o corpo em condições extre­mas, como água salgada ou clo­rada, além de proteger a pele de queimaduras solares dentro e fora d’água, com fácil espalhabilidade; Neutrogena Sun Fresh Facial FPS 60 Tinted, para as brasileiras que buscam um produto com efeito mate e controle de oleosidade e brilho, além de uniformizar o tom da pele, com textura gel-creme de rápida absorção; e Roc Minesol Oil Control Sérum Antioxidante FPS 30, para quem procura um produto premium que, além de proteção solar, oferece ação an­tioleosidade e prevenção de en­velhecimento.

Esse último item foi desenvolvido especialmente para a pele brasilei­ra. “É o primeiro protetor solar an­tioleosidade e anti-idade com tex­tura de sérum invisível. Com toque seco, é indicado para peles mistas e oleosas que apresentam os pri­meiros sinais de envelhecimento”, afirma Oliveira.

Já na coleção da Nivea para essa estação, o destaque fica com a li­nha Protect & Hidrata, lançada no final de 2017. “Sensação de textura leve e toque seco, sensação de pele agradável, mais hidratação, mais re­sistência à água e proteção efetiva contra os raios UV”, diz Theodoro Oliva, diretor de vendas. Os proteto­res solares dessa linha possuem alto índice de proteção contra os raios solares UVA/UVB. São indicados para o corpo e o rosto, e oferecem proteção aliada à hidratação.

“Além desses benefícios, ago­ra os produtos da linha contam com nova fórmula exclusiva, com ativos que protegem ainda mais a pele e deixam o momento da aplicação do protetor solar mais fácil”, finaliza o executivo.

 

 

 

 

 

 

 

Mais sobre esta Edição
Parceiros H&C
  • ABC
  • Abipla
  • Abre
  • ABT
  • Anvisa
  • FCE Cosmetique
  • FtechSM
  • iCosmetologia
  • AACD
Rua Rio da Prata, 164 - Brooklin - São Paulo - SP - Brasil - CEP: 04571-210

Ftech Soluções em Internet