Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

Painel H&C
Revista H&C - Edição 105

Tecnologia de sobra em ingredientes

QUARTA-FEIRA, 29 DE NOVEMBRO DE 2017

A inovação pode começar bem longe da fábrica de produtos finais, pelo menos no setor de cosméticos e higiene pessoal. As fornecedoras de matérias-primas e distribuido­ras estão repletas de oportunida­des. E isso não é de hoje. Faz mui­tos anos que o setor conta com um pano de fundo forte, onde a tecnologia e a pesquisa têm o seu lugar garantido, incluindo a busca por soluções que atendam a ten­dências de consumo e necessida­des reais das pessoas. Uma característica desse mer­cado, principalmente, é que as empresas não oferecem apenas ingredientes novos. Não é uma só inovação, um só item. As com­panhias apresentam conceitos e combinações, entre lançamentos e itens já presentes no seu portfólio, que geram a possibilidade inova­dora à fabricante de produtos fi­nais para o consumo.

A Cosmotec ilustra bem essa iniciativa. Em feiras de negócios do setor, a empresa tem se des­tacado ao mostrar sugestões de produtos prontos. Mostras que podem ser usadas pelas fabrican­tes ou mesmo inspirá-las a de­senvolver ou aperfeiçoar as suas próprias novidades. Para quem procura resolver dores específicas do consumidor, a Cosmotec tam­bém tem soluções.

Busto firme – A empresa acaba de destacar ao mercado um pro­duto, fabricado pela suíça Rahn, voltado especialmente para apli­cação no busto. Pode ser usado em formulações para a região do busto e decote para aumento do volume e firmeza. A fornecedora explica que se trata de um com­plexo vegetal de ingredientes ati­vos que ajudam no processo natu­ral de deposição lipídica e síntese de proteínas de adesão, favore­cendo o aumento do volume do busto e a firmeza da pele.

Segundo a Cosmotec, o meca­nismo de ação se baseia na siner­gia de seus ingredientes: mangos­tim, conhecida como a rainha das frutas; marmelo, fruto associado à deusa da mitologia grega Afrodite; e um biofermentado de algas ver­des e proteína do tremoço.

Japão inspira – A Cosmotec tam­bém ressalta novidades trazidas ao seu portfólio por companhias japonesas. Uma delas vem da Su­mitomo Seika, um polímero modi­ficador reológico associativo não­-iônico com capacidade única de espessamento, que promete pro­porcionar texturas diferenciadas sem a necessidade de neutraliza­ção. A empresa explica que o item confere formação de estrutura al­tamente resistente a eletrólitos e variações de pH, além de ser com­patível com catiônicos.

“Permite formulação em spray e efeito memória do produto, que é a capacidade de o material re­tornar à conformação inicial após a aplicação de uma força”, desta­ca. Seu uso é possível em produ­tos para pele e cabelo em gel ou em emulsão.

Fabricado pela Nikkol, um emulsionante A/O ideal para for­mulações com alto conteúdo de óleos, ésteres e hidrocarbonetos é outra novidade da Cosmotec. Esse ingrediente contribui para o con­trole reológico da formulação e é compatível com processo a frio. “Também permite desenvolver fór­mulas emulsionadas em estrutura de bastão com alto conteúdo de água”, explica a Cosmotec.

Novidade para maquiagens são destaques da Shin-Etsu. Cami­la Prates, executiva de contas da empresa, mostrou à reportagem da H&C um formador de filme com base de Pullulan, polissacarí­deo obtido a partir da fermenta­ção do xarope de milho. Segundo Camila, os dois benefícios princi­pais que o ingrediente oferece são repelência à água e resistência a temperaturas altas.

“Também possibilita flexibilida­de e maleabilidade”, diz a execu­tiva, que sugere a matéria-prima para uso em batons e sombras. Segundo ela, os produtos ganham resistência, e isso é bom principal­mente para lugares mais quentes, que demandam cosméticos que não saem ou borram na pele.

Resultado elegante – Ingredien­tes são apresentados aos fabri­cantes como solucionadores de problemas e também como suges­tões para surpreender o consumi­dor com produtos diferenciados. Recente destaque da Elementis exemplifica o caso. A empresa possui uma linha de géis emulsio­nantes que prometem facilitar o desenvolvimento de ‘fórmulas ex­cepcionais’ em personal care.

Segundo a fornecedora, flexi­bilidade de formulação, proprie­dades emulsionantes e controle de reologia são características que tornam a linha ideal para formula­ções inovadoras em maquiagem e cuidados com a pele. Os principais atributos dos géis, de acordo com a companhia, são: conferem emulsi­ficação e controle de reologia, pro­duzem texturas únicas e elegantes, e permitem formular emulsões W/ Si (água e silicone) e W/O (água em óleo) altamente estáveis.

Cabelo bem tratado – O mercado de hair care está entre os mais rele­vantes do setor no Brasil e deman­da inovações continuamente. Uma delas vem de uma co-criação entre a Focus Química e sua representa­da Mibelle Biochemistry, da Suíça.

Um ativo chamado JabuticaBelle. “Foi desenhado para atender às necessidades do mercado capilar brasileiro”, diz Amanda Omodei, gerente de marketing técnico da Focus Química.

Segundo a especialista, o cou­ro cabeludo e os cabelos sofrem com as agressões de tantos proce­dimentos químicos capilares, pro­movendo como defesa irritação, prurido, ressecamento, descama­ção e vermelhidão no couro cabe­ludo. O novo ativo, que promete combater esses problemas, é deri­vado da jabuticaba, rica em com­postos fenólicos e dos Taninos da Tara, do Peru, “poderoso agente antioxidante rico em ácido gálico, para ser o guardião do couro cabe­ludo e do cabelo”.

“Em testes in vivo com volun­tários brasileiros, o ativo mostrou, em apenas duas aplicações em um xampu a 0,5%, diminuir a ir­ritação, o prurido e a descamação no couro cabeludo, e 90% dos voluntários perceberam redução da sensibilidade no couro cabelu­do, em apenas duas aplicações”, explica Amanda.

Para despertar desejo – A Focus também tem uma novidade que promete facilitar a fabricante a despertar o desejo no consumidor. Isso porque oferece a linha Piece Of Nature, da empresa francesa Les­sonia. “São pétalas de flores que delicadamente decoram diversos produtos cosméticos, deixando-os mais atraentes, divertidos e que proporcionam o contato direto do consumidor com a natureza”, diz Amanda. “Todas as partículas são submetidas a um processo artesa­nal de cultivo e preparo, a fim de administrar sua qualidade, rastre­abilidade e origem geográfica ga­rantida”, completa.

Esses ingredientes podem ser usados em tônico facial, sabonete líquido ou gel, óleos de massagem, banho e tratamento facial, e gloss labial. “O grande diferencial da li­nha Piece of Nature é trazer a natu­reza para o produto final de manei­ra atrativa, delicada e divertida”, acrescenta Amanda. A gerente afirma que o consumidor que prio­riza o contato com a natureza quer observar a naturalidade do produto em seus pequenos detalhes, ainda que de maneira decorativa.

Lá vem o sol – O verão está aí, bem próximo e com ele aquele sol matador. Embora seja recomenda­do usar protetor solar o ano todo, é nessa temporada que a necessidade aumenta. O consumidor de fato busca mais proteção e também compra mais produtos de cuidados pós sol. A esse mercado, diversas empresas apresentam novidades, principalmente com a proximidade da estação. Uma delas é a quantiQ, agora empresa do grupo latino­-americano GTM Holdings S.A. A empresa recentemente anunciou a sua nova representada TRI-K Indus­tries, especialista em filtros solares e sistemas conservantes.

Também apresentou ingredien­tes de outras representadas, como o Prodew 600 da Ajinomoto, um coquetel de aminoácidos biomi­méticos ao fator de hidratação na­tural (NMF) da pele, com atividade de hidratação e efeito anti-aging comprovados por meio de estudo de eficácia. Segundo a própria Aji­nomoto esse ingrediente pode ser aplicado em cremes, loções, lim­padores faciais, géis de banho, sa­bonetes, bases, batons, produtos pré e pós sol e também em itens capilares, como xampus, condicio­nadores e tônicos.

Expressão mais feliz – Uma pre­ocupação contínua dos fabrican­tes do setor cosmético é oferecer alternativas de combate ao enve­lhecimento da pele. Por isso, as fornecedoras estão a todo tempo investindo em pesquisa para apre­sentar novidades e ingredientes aperfeiçoados. Esse é o caso da linha Matrixyl da Sederma, do Grupo Croda. Segundo a empre­sa, são ativos anti-envelhecimento inovadores, compostos por peptí­deos de terceira geração que induzem a produção de colágeno dentro das células.

O mais novo integrante do time, apresentado recentemente, é Matrixyl Morphomics, que, se­gundo a fornecedora, influencia a morfologia celular e dérmica, restabelecendo e refazendo as co­nexões da pele entre o núcleo do fibroblasto e a matriz extracelular. De acordo com a empresa, como consequência, após seis semanas, o ativo ajuda na busca por uma ‘ex­pressão mais feliz’, com a redução de linhas verticais. “Como rugas glabelares, linhas de marionete e sulco nasogeniano (popularmente conhecido como ‘bigode chinês’), e também pés de galinha.”

Poder profundo do coco – Água de coco é sem dúvida um ingre­diente explorado para entregar benefícios da hidratação e a in­dústria cosmética já o trabalha para trazer seus atributos aos pro­dutos. Mas ainda há espaço para atuar nesse sentido, por meio de tecnologia. Quem prova essa tese é a Chemyunion que acaba de lançar o MitoClean, com promes­sa de potência anti-age.

A água de coco desidratada, de acordo com a fornecedora, estimula eficiência energética das células em 51%, além de reforçar o sistema antioxidante da pele em 25%. A companhia brasileira explica que o ingrediente atua por meio de mecanismo detox mitocondrial, proporcionando mais saúde, vitali­dade e energia. Alguns benefícios principais são: 66% de detoxifica­ção mitocondrial e duas vezes mais potência que a vitamina E, contra radicais livres da mitocôndria.

Desmaia cabelo – Uma caracte­rística desse semestre é a apresen­tação de soluções que prometem alto potencial para lutar contra os problemas. Exemplo vem da Beraca, que há algumas semanas lançou o agente condicionante Capillus Pro 22, resultado do tra­balho desenvolvido em parceria com a Clariant. Segundo a em­presa, o novo produto é um ten­soativo secundário capaz de pro­mover o efeito ‘desmaia cabelo’ e pode ser usado em formulações de condicionadores, cremes de tratamento, máscaras capilares e cremes para pentear.

“O ingrediente foi desenvol­vido a partir da sinergia de uma solução já existente no mercado, a amido amina, a um ingrediente de origem natural, o óleo de pracaxi”, diz Daniel Sabará, CEO da Beraca. Testes mostram que é capaz de promover uma redução de 28,1% no volume das mechas após o tra­tamento; de 21% nos danos con­tidos na fibra capilar; de 18,5% na energia necessária para pentear os cabelos úmidos; além de aumentar o brilho dos fios em 111,5%.

Sabará explica que o lança­mento é fruto da tecnologia de transformação química promovida pela Clariant, que permitiu a jun­ção de amido amina (tensoativo não iônico, com caráter catiônico em meio ácido, e que, devido ao seu pH, pode ser usado em for­mulações destinadas aos cuidados capilares) e do óleo de pracaxi (in­grediente cujo principal ativo é o ácido behênico, substância que o torna um agente condicionante natural dos fios).

Além das fragrâncias – Forne­cedoras de fragrâncias também atraem os holofotes, das grandes mundiais às regionais. Isso porque oferecem além de fragrâncias. Elas investem em pesquisa, buscam ne­cessidades, interpretam tendências e oferecem conceitos, diferenciais e tecnologia. A Vollmens Fran­grances recentemente apresentou uma solução ideal para fabricantes de aromatizadores de ambiente e plásticos moldados, constituídos por cápsulas secas de fragrância (caps-dry), que fazem parte de uma nova estratégia da empresa em oferecer inovação completa

Já a casa de fragrâncias Kaapi aposta neste semestre na divulga­ção do conceito anti-poluição, bas­tante em voga no setor. “Criamos caminhos que traduzem essa ten­dência em possíveis fragrâncias, para inspirar o fabricante a desen­volver em conjunto com a nossa empresa novidades para produtos com esses atributos”, explica Celso Orlando, do marketing. Essa inter­pretação fica fácil de entender por meio de um dos conceitos criados, que reforça a sensação de limpe­za – saída com buquê de ozônio e alecrim, corpo com lavanda, sálvia, roda e pimenta preta, e fundo âm­bar e baunilha.

Além da fragrância também é possível, como mostra a Givaudan, com a apresentação de suas novi­ dades para cuidados com a pele. O novo ativo funcional Revigyl cobre todas as etapas do ciclo de reno­vação da pele a partir da ativação e proteção das células-tronco para a diferenciação celular. Segundo a empresa, é o primeiro acelerador holístico de renovação da pele. Desenvolvido a partir da planta Orobanche Rapum, o ingrediente promete proteger as células-tronco da pele. O ativo oferece benefícios em duas semanas, trazendo hidra­tação e redução de até 30% nas rugas versus o placebo. A fornece­dora também traz ao mercado um ativo que promete reestruturar a queratina do cabelo para hidratar, aumentar o volume, brilho, suavi­dade e diminuir o frizz.

Eis a força do setor de maté­rias-primas. Oportunidade não falta. Segundo profissionais do setor, o pulo do gato está em observar o mercado, identificar as necessidades do consumidor e buscar parcerias certeiras para entregar soluções inovadoras em todos os sentidos.

 

 

 

Mais sobre esta Edição
Parceiros H&C
  • Abipla
  • ABC
  • Abre
  • ABT
  • Anvisa
  • FCE Cosmetique
  • AACD
Rua Rio da Prata, 164 - Brooklin - São Paulo - SP - Brasil - CEP: 04571-210

Ftech Soluções em Internet