Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

Painel H&C
Revista H&C - Edição 100

Tecnologia para maquiagem começa na fornecedora

QUINTA-FEIRA, 2 DE FEVEREIRO DE 2017

Tecnologia para maquiagem começa na fornecedora

Empresas oferecem ingredientes que trazem diversos benefícios ao consumidor e ao fabricante

Ainda que em tempos de crise econômica, o segmento de maquiagens cresce e também brilha aos olhos dos fornecedores de matérias-primas, que enxergam oportunidades e trabalham firmemente para apresentar soluções aos fabricantes. Aliás, parte relevante do desenvolvimento de produtos para o consumidor final surge nessa primeira etapa, na própria empresa de insumos. Incluindo inovações.

A Basf ilustra esse esforço, por meio de sua marca Colors & Effects. “Temos um amplo portfólio de pigmentos de efeito para maquiagem, com itens que proporcionam o desenvolvimento de cores desde as mais claras, com aspecto suave, até as mais coloridas, com efeitos cintilantes”, diz Agnes Muciacito, coordenadora de marketing técnico da empresa.

Um destaque, segundo a executiva, é a linha Chione, composta por itens com base de mica sintética. “Com isso, é possível criar cores mais puras, sem interferências de tons amarelos e vermelhos, proporcionando tons brancos, cinzas e azuis mais intensos e puros”, afirma.
Agnes aponta que entre as inovações está o Chione M SVA, que proporciona um “efeito tátil único”, trazendo as sensações de conforto e sedosidade na aplicação, com uma função adicional de redução de oleosidade da pele. Segundo a coordenadora, isso faz com que a maquiagem dure mais tempo, com aspecto de recém-aplicada. O produto pode ser usado em bases, contornos, pós e sombras, entre outros.

Outra novidade é uma “cor única” que pode ser usada em lápis, batom e sombras – da linha Flamenco, de pigmentos com altíssima saturação cromática. “O Summit Aqua A80H pode fornecer uma sombra azul única, com um brilho intenso, ampliando as possibilidades em aplicações de maquiagem. Simboliza a pureza e serenidade do branco pérola ao azul digital profundo”, completa Agnes.
Somado ao time de destaques no portfólio da fornecedora está o MultiDimensions Glistening Gold G280D, da linha Reflecks, um pigmento de efeito de interferência base borossilicato com características fortes de cor. “Com uma mudança de ângulo de visão, o pigmento viaja de uma tonalidade de cor alaranjada para uma tonalidade esverdeada, proporcionando um efeito visual belíssimo e valorizando a pele onde é aplicado”, conta a executiva.

Sintonia com tendências – Também inovadores, segundo a Brasquim, os tratamentos de superfície de pigmentos ganham relevância e prometem emplacar resultados positivos. Segundo Simone Pivari Rosa Scavone, gerente técnica da empresa, esses itens agregam características sensoriais e funcionais indispensáveis para a formulação de maquiagens, melhorando a textura e entregando estabilidade física e química, afinidade com a pele, longa duração e maior facilidade nos processos produtivos.

A empresa lançou na In Cosmetics Latin America, em outubro, uma linha de pigmentos com revestimentos hidrofílicos (MiyoAQUA) , os quais agem promovendo melhoria na capacidade de dispersão em água e proporcionando o desenvolvimento de formulações a base de água e emulsões O/A mais estáveis. O produto possui revestimento de origem natural derivado de Alginato de Sódio, o que o torna altamente hidrofílico, de acordo com a gerente. “Essa característica resulta em um alto poder de desenvolvimento da cor, já que os pigmentos ficam dispersos na fase externa deste tipo de emulsão”, diz.

Simone acrescenta que existe uma crescente busca, no Brasil, por produtos com rápida secagem e sensorial refrescante, e que as emulsões O/A doam essas características, pois permitem desenvolvimento de fórmulas leves e frescas, mais adaptadas ao clima tropical. “Também permitem a criação de fórmulas fluidas de alta estabilidade, com acabamento mais natural na pele, e dentro desse conceito conseguimos estar inseridos nos principais claims em make up atuais, como: No Make Up Make Up, Texturas Extra Light, Múltiplas Camadas de Produtos na Pele e Benefícios da Água.”


Óleos vegetais – A Cargill chega com tudo também no segmento de maquiagens e aposta no sucesso dos óleos vegetais. Um dos pontos de inovação, segundo a especialista em cosmetologia e gerente de contas da empresa Cintia Baradel, é o fato de a fornecedora estar substituindo insumos mais “pesados” com óleos que são “mais biocompatíveis com a composição lipídica da pele e mucosas, promovendo hidratação sem oclusão dos poros”.

“Assim, podemos ter produtos menos oleosos, causando menos impacto principalmente às peles oleosas, além de ser um feedstock natural, biodegradável, com custos acessíveis, o que facilita a implementação em diversas linhas sem impactar no custo final do produto, utilizando matérias-primas renováveis e reduzindo o impacto ao meio ambiente”, afirma.

A especialista ressalta que a Cargill tem uma tecnologia exclusiva em purificação de óleos vegetais que têm alto potencial de substituição de componentes minerais, animais e sintéticos, e são provenientes de várias etapas “químicas” até chegarem à sua apresentação final. “Pode ser usada em qualquer tipo de óleo vegetal contido em formulações para o segmento cosmético, não se trata apenas de um produto, mas de uma linha focada para o mercado de cuidados pessoais, podendo solucionar ou minimizar os impactos e dificuldades de utilização dos óleos vegetais na indústria cosmética, devido ao processo mais acelerado de oxidação dos óleos convencionais com grau alimentício usado até então.”

A Cargill Industrial Specialties tem a categoria de Ultra Óleos, que foi desenvolvida a partir da combinação das propriedades naturais dos óleos vegetais com a tecnologia e conhecimento exclusivo da Cargill em purificação de lipídeos. Os Ultra Óleos, segundo a empresa, representam atualmente um patamar inédito de pureza, considerando óleos e derivados provenientes de fontes renováveis para uso nas mais diversas categorias. Esta foi a grande inspiração para a criação da marca Lyveum, desenvolvida especialmente para o segmento de personal care.

“Observa-se um comportamento positivo aliado ao tipo de ingrediente ativo ou pigmento usado principalmente em maquiagem que, de acordo com os princípios de solubilidade e afinidade, criam texturas diferenciadas, com diversas possibilidades, tornando os produtos mais ‘naturais’, menos agressivos para a pele e o meio ambiente, além de terem um custo bastante competitivo”, conclui Cintia.

Sensorial e proteção – Entre os desejos do consumidor, estão benefícios que vão além da estética. Quem chancela esse ponto de vista é Gislene Attilio Meyer, gerente de marketing da Dow Corning. Para a executiva, de um modo geral, os produtos devem garantir beleza e ressaltar a naturalidade de cada pessoa, oferecendo praticidade e bem-estar, mas também proporcionar cuidados com a pele, como hidratação prolongada, proteção solar, resistência à água, ação contra a poluição e tratamentos mais intensos como anti-idade.

Mas ainda sim, uma característica está entre as protagonistas: o desejo por produtos com sensorial e texturas diferentes, que proporcionam uma experiência diferenciada durante o uso. “Com soluções que adicionam valor à vida das pessoas, a Dow Corning oferece um mundo de possibilidades para a indústria, que poderá aproveitar nossa expertise para levar ao consumidor final produtos mais arrojados e versáteis”, diz Gislene.

Em soluções de silicones, a empresa lançou, recentemente, formadores de filme Dow Corning SW-8005 C30 Resin Wax e Dow Corning FA 4003 DM Silicone Acrylate. De acordo com a gerente, esses insumos ajudam a criar formulações multifuncionais de maquiagens que garantem melhor proteção contra partículas de poluição presentes na atmosfera. “É uma linha baseada em um novo conceito de cuidados pessoais, com foco em proteção contra a poluição das grandes cidades, somando texturas e sensoriais como diferenciais, além de não serem oclusivos.”


Texturas – A Lubrizol também evidencia o sensorial. A empresa possui os ésteres da linha Schercemol para dispersão de pigmentos, mudança nos sensoriais e texturas, “aumento de substantividade das formulações com reduzida pegajosidade, e resistência à transferência”, explica Claudio Ribeiro, especialista em skin care da empresa.

Karina Teixeira, gerente de marketing da empresa, destaca alguns dos principais ingredientes da linha, como um que dispersa e maximiza propriedades de cor de pigmentos revestidos com silicones, um que é excelente texturizante e estruturante para balms, máscaras e formulações sticks com alta emoliência, e outro para lipsticks, lip gloss e balms, com aumento da substantividade a pele com baixo tack e aplicação confortável.

Já no portfólio da Lipotec, empresa adquirida pela Lubrizol em 2012, destaca-se o ingrediente marinho Matmarine, que “aumenta a eficácia de formulações matificantes para a pele”, segundo a executiva, controlando a oleosidade facial por até oito horas. Na In Cosmetics Latin America, a empresa lançou o kit de formulações Express Your True Colors, com protótipos robustos, segundo Karina, que ressaltam tais tecnologias e novidades para o mercado de color cosmetics e “possibilitam aplicações diversas e inovadoras”.

Multiefeitos – Produtos que apresentam diversos benefícios e resultados também têm sua vez no segmento de maquiagens. Essa pelo menos é a aposta da Cosmotec. Além disso, alguns diferenciais chamam a atenção. Um deles vem da linha Magicolor (BioGenics/Cosmotec). Composta por pigmentos encapsulados por dióxido de titânio e polímeros naturais, possui uma tecnologia de transformação imediata, segundo Vanessa Silva, coordenadora de tecnologia e inovação da distribuidora.

“É possível desenvolver produtos que mudam de cor instantaneamente ao serem friccionados na pele, promovendo uma experiência visual surpreendente durante a aplicação”, diz. Estão disponíveis em duas versões: uma ideal para produtos anidros, como batons, gloss labial e compactados, e outra para uso em produtos como emulsões e bases.

A especialista também destaca os agentes gelificantes de óleos EB-21 e GP-1 (Ajinomoto/Cosmotec), derivados do aminoácido L-Ácido Glutâmico. Esses ingredientes, conta Vanessa, apresentam capacidade de “formar uma rede de nanofibras em óleos, que macroscopicamente se apresentam como estruturas sólidas com diferentes forças de coesão, variando de acordo com a concentração utilizada”.

“Com alta força de coesão, é possível obter uma aparência de gel rígido com alta dureza, aplicável a batons e sombras wax-free. Quando usados em sinergia, os dois agentes gelificantes permitem criar fórmulas transparentes que conferem alto brilho e hidratação aos lábios, um exemplo é o batom transparente”, explica.

Nesse tipo de batom, acrescenta a executiva, e também em outras maquiagens, é possível, ainda, aplicar pigmentos que mudam de cor. A empresa trabalha alguns itens (SunChemical/Cosmotec): pigmentos orgânicos que apresentam propriedades de mudança de cor de acordo com o pH da pele e a incidência de luz, por conter em sua composição alta concentração de corante.

A empresa também possui uma nova tecnologia que surgiu a partir do conceito powder-to-cream, em que são usados dois tipos de sílicas (Evonik / Cosmotec). Aerosil R 202 é uma sílica pirogênica, pós tratada com propriedade de encapsulamento de partículas aquosas, mantendo-as estáveis em seu interior, devido à sua alta hidrofobicidade. Já a Sipernat 500 LS é uma sílica precipitada com alta área superficial e porosidade, que atua como carregador de diferentes tipos de ingredientes, possibilitando promover emoliência e melhora do sensorial aos produtos.

“Em associação, permitem o desenvolvimento de fórmulas com aparência e texturas que se transformam. Um exemplo é o batom em pó, que propicia a mudança de estado físico do pó ao creme, de sensorial leve e macio, com toque cremoso, que confere conforto e refrescância durante a aplicação”, diz Vanessa.


Cobertura – Outra empresa que tem novidades é a Aqia Química Industrial. Eduardo Borba, do marketing, ressalta a tecnologia SkinColor para cobertura das imperfeições da pele, que tem como principal diferencial a praticidade e facilidade de incorporação no processo de fabricação. “Os produtos cosméticos adquirem tons naturais que aplicados sobre a pele conferem perfeita camuflagem de imperfeições, com toque sedoso e aveludado”, afirma.

Trata-se de uma linha de pigmentos inorgânicos micronizados, e as colorbases são bases prontas para fabricação de maquiagens, especialmente desenvolvidas para conferir praticidade, pensando na redução do estoque físico nas empresas, otimização do tempo com a fabricação, ajustes de processos e economia de energia, segundo o executivo.

“Temos uma completa coleção de tons nessa linha para atender às diversas tonalidades de peles existentes no mercado brasileiro. Skincolor é ideal para fabricação de bases líquidas e bastões. A tecnologia de micronização de pigmentos permite alta performance em termos de cobertura e camuflagem de imperfeições”, completa.
Borba informa que a empresa considera inovadora a micronização por meio de moinhos de ar comprimido (Air Jet Mills), “um processo de moagem autógena ultra fina, que acontece devido ao choque entre as partículas do próprio produto, onde, recebendo a energia do ar comprimido, ganha velocidades de até 500m/seg”.

“Com o choque, as partículas vão diminuindo de tamanho até atingirem a qualidade desejada. Alguns produtos, quando em granulometria mais baixas (malhas 500, 600, 800, 1.000, 1,500, etc) adquirem propriedades antes não percebidas, podendo ser utilizadas em novas áreas no mercado”, diz. Outro ponto positivo no processo de micronização, de acordo com o profissional, é a não contaminação, pois não existem outros tipos de materiais em contato com o produto micronizado, “como metais que estão presentes em moinhos de martelos, facas, bolas, etc”.


Produtos finais
– Aproveitando características multifuncionais de matérias-primas e suas combinações, fabricantes apresentam cada vez mais itens diferenciados, com novos e mais benefícios. A hot make up lançou recentemente uma base em formato de bastão. Natural Perfection oferece de média a alta cobertura, possui uma inovadora fórmula que controla a oleosidade da pele, segundo a marca, devido ao primer antibrilho que se encontra no centro e sua composição livre de óleo. Leve e transparente, o primer cria uma camada protetora na pele quando aplicado, evitando a obstrução dos poros e oferecendo hidratação.

A marca também apresenta o Bronzer Mate, que promete deixar a pele com um aspecto de bronze natural e ao mesmo tempo delicado, conferindo à pele um visual mate. “Existem duas formas de usar: para dar um aspecto bronzeado à pele e para fazer contornos, criando sombras em algumas áreas do rosto, como testa, região próxima à raiz do cabelo, abaixo do osso zigomático, nas laterais e abaixo do nariz e na extremidade do maxilar”, explica o maquiador da marca, Ivo Vilela.


Demanda exigente – Para Natalia Antunes, sócia-proprietária da Lumi Cosméticos, a indústria cosmética, em geral, precisa dedicar grande parte dos investimentos em tecnologia e informação. E o que motiva a inovação é a demanda. Segundo a empresária, cada vez mais os consumidores buscam a beleza agregada a benefícios para sua saúde, como uma base com “FPS potente” e “agentes que contribuem para maior aderência e durabilidade”.

“Cerca de dois ou três anos para cá foi descoberto que para uma pele do rosto mais saudável e protegida é fundamental ter FPS acima de 30 e a formulação dos fatores que protegem as camadas da pele também se aprimoraram para trazer mais benefícios”, diz Natalia. A Lumi tem sua fábrica e centro de distribuição em Alphaville, próximo à capital paulista. A empresa oferece produtos de fabricação própria e terceirizados, que totalizam 234 itens no catálogo.

A empreendedora vê oportunidades no mercado brasileiro. “É preciso desenvolver mais produtos que tenham grande fixação e durabilidade e, ao mesmo tempo, contribuam para a saúde, hidratação e prevenção”, diz. Segundo a dona da Lumi, maquiagens com complexos vitamínicos de longa duração que devolvem a umectação da pele e protegem são promissoras. Assim como itens com fatores anti-idade, sem adição de ácidos e com nanotecnologia para atingir o tratamento e proteção até as camadas mais profundas da derme, tudo com cobertura e cor. “Já existe, porém é fundamental desenvolver e aprimorar para ficar cada vez mais acessível para a indústria e, consequentemente para o consumidor”, sugere Natalia.

Embalagens – A proprietária da Lumi diz que inovação em maquiagens significa trazer praticidade e modernidade. “Têm que contribuir para o melhor aproveitamento e aplicação do produto, oferecer a facilidade, não necessitar comprar outros produtos para utilizar”, diz a empresária. “Como um blush soft que tem o aplicador que dosa a quantidade ideal para o uso sem desperdícios, além de ter na tampa um espelho esférico de tamanho ideal para auxiliar a aplicação, perfeito para carregar na bolsa.”

Outra característica importante, completa Natalia, é a economia. “Como a embalagem do demaquilante da Lumi que possui um embolo no fundo e, conforme o uso, o embolo sobe e, assim, o cliente utilizará 100% do produto, sem restinhos no fundo do frasco”, explica. Ainda em embalagens, até mesmo coisas simples podem encantar o consumidor, como itens que transformam um produto em três. “Como lápis de olhos que traz de um lado a mina para a aplicação nos olhos, e do outro, um aplicador para esfumar, além de um pente para sobrancelhas na tampa.”

Mais sobre esta Edição
Artigos Técnicos
Modificadores reológicos são ingredientes poderosos para o desenvolvimento de produtos de cuidado pessoal.
Parceiros H&C
  • Abipla
  • ABC
  • Abre
  • ABT
  • Anvisa
  • FCE Cosmetique
  • FtechSM
  • iCosmetologia
  • AACD
Rua Rio da Prata, 164 - Brooklin - São Paulo - SP - Brasil - CEP: 04571-210

Ftech Soluções em Internet